sexta-feira, 15 de agosto de 2008

O canto da louca desconhecida - I

acrílico sobre tela by Sonia Alves Dias

Parada no umbral da porta - que não mais existia , no topo dos degraus que subiam aleatoriamente para o céu , uma imagem flutuante e assustadora. Os cabelos selváticos , voavam como se fossem parte de uma tempestade. Os olhos esgazeados saltavam da órbita ocular . As mãos longas esticadas, apontavam em minha direção como se proferissem uma maldição , convidando-me para entrar . Apesar da aparência de louca, com suas vestes brancas rasgadas, o sorriso mal formado na boca vermelha, eu sabia quem ela era e podia jurar que...

... estava à sua espera.

3 comentários:

Thays Lourenço disse...

Cara Sônia,
Incríveis suas letras e pinturas!
Podemos realizar trocas virtuais! O que achas?
Abs.
Thays Lourenço
thayslourenco.blogspot.com

Garfo Sem Dentes disse...

me deu vontade de ler o resto,
gostei bastante,
o suspense dos cabelos de tempestade,
consegui montar toda a cena,
...

um abraço do
Felipe Godoy

Jhonny Russel disse...

Hora ou outra elas voltam...


...
Gosto.