domingo, 7 de fevereiro de 2010

500 dias de Verão



Todo mundo sabe que se eu pudesse, minha vida seria filme. Alguns me fazem chorar, mesmo sem ter nada EMOCIONANTE, outros me divertem e tem uns que entram para o meu coração e arrasa o quarteirão.

As vezes, uma cena, uma situação, um pensamento e pronto... lá vem corredeira sob cílios.

Este ano, desde que voltei de férias (há 10 dias atrás) já assisti uns 12 filmes. E, 500 dias com Ela, é o que hoje indico.

Não é nenhuma super produção americana e não é nenhum filme francês para causar tristeza dentro de nós.

Este filme é para quem já esteve apaixonado, para quem está apaixonado por alguém que partiu (e te partiu) ou para alguém que acha que este mundo é estranho e o amor tomou uma estrada que passa bem longe do seu coração.

É para moços e moças que acreditam em encontros ao acaso, coisa do destino e gostam... dos smiths e pixies!

Não é para qualquer um, é apenas para poucos (talvez para nós, os bobos, que ainda tenham o coração juvenil e que gostam de Amélie Pouilan, A história sem fim e outras lendas e películas antigas).

Detalhe: eu queria ser ela, mas eu sou ele!

Sinopse:
Na história, que abrange os quinhentos dias do título, Joseph Gordon-Levitt vive Tom, um criador de cartões comemorativos, em busca do amor de sua vida. No escritório ele conhece a bela Summer(daí o nome original intraduzível do filme, (500) Dias de Summer ou "Verão"), interpretada pela adorável Zooey Deschanel. Os dois desenvolvem um relação, mas há um problema: ela não acredita no amor.

Um comentário:

Garfo Sem Dentes disse...

A Letreira e suas dicas,
eu fico grato por ter me enviado esse trailer,
tô aqui doido pra ver o filme,
valeo a indicação.
um grande abraço
do Felipe Godoy