quarta-feira, 7 de julho de 2010

Curtida



Eu não entendo nada, bem sei. Tem dias que entendo menos ainda, alguns sabem. Mas, eu vivo tentando encontrar saídas. E, se elas são fáceis ou não, só descubro quando tiro tudo e já paguei pra ver.

... o ruim é que ando pagando pouco, e tá custando o olho (da minha) cara ...


 
Você não Entende Nada
Caetano Veloso

Quando eu chego em casa nada me consola
Você está sempre aflita
Lágrimas nos olhos, de cortar cebola
Você é tão bonita

Você traz a coca-cola eu tomo
Você bota a mesa, eu como, eu como
Eu como, eu como, eu como
(você...)

Você não está entendendo
Quase nada do que eu digo
Eu quero ir-me embora
Eu quero é dar o fora
E quero que você venha comigo
E quero que você venha comigo
(todo dia, todo dia)

Eu me sento, eu fumo, eu como, eu não aguento
Você está tão curtida
Eu quero tocar fogo neste apartamento
Você não acredita
Traz meu café com suita eu tomo
Bota a sobremesa eu como, eu como
Eu como, eu como, eu como
(você...)

Você tem que saber que eu quero correr mundo
Correr perigo
Eu quero é ir-me embora
Eu quero dar o fora
E quero que você venha comigo
E quero que você venha comigo
E quero que você venha comigo
E quero que você venha comigo
E quero que você venha comigo
(todo dia, todo dia...)

2 comentários:

Simone Schuck disse...

Linda essa letrra, linda! Eu também quero!

Tatiana disse...

mas vc tem q saber q eu quero correr e correr perigo! então, venha comigo... Queria um alguem pra falar isso, baixinho no meu ouvido...
adoro essa musica
te sigo no twitter pra ver suas atualizações por aqui. bjs