quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Poema púbico


Fragmento de poema impublicável


Tua língua
lenta e libertina
é liame liláz
na minha lívida
manhã litorânea
(cetim)
.
.
.

(Sônia A.Dias - A Letreira)

3 comentários:

Nydia Bonetti disse...

bonito... sônia. bj.

La Sorcière disse...

Lindo...é de uma sonoridade!!!

Anônimo disse...

Uau Sonia, que texto lindo heim ? Imagino o resto não publicado, tem que ser inspirada mesmo pra escrever uma poesia asssim! Beijo, Clara.