domingo, 5 de abril de 2009

Uma livraria onde eu moraria dentro dela...


Sábado ensolarado, daqueles lindos que a gente acorda saudando flores e passarinhos. Saímos a passear por avenidas paulistas, sem pensar em nada, apenas aproveitando o sol que nos lambia devagarzinho.

Foi assim, que fui presenteada (pelo meu marido) com uma visita à uma Livraria linda cheia de encantamentos.

Livraria Sobrado (Av. Moema, 493).

Dentro dela, tudo é mágico. Não mágicas de fadas voadoras, mas magia de mínimos detalhes, de belezas e delicadezas. É um espaço imperdível, inesquecível e inimaginável.

Dentro dela, não há descuidos. E, até os bules permanecem cheios de aromas, de doçuras e de "folhas, mudas, que sobem", como diria Drummond.

Lá dentro, tem chão com azulejos antigos, tem piano pra esquecer das turbulências lá fora, tem escada de rococó.

Há por ali, em cada canto um conto e um recanto. Daqueles que dá vontade de você pegar um xale antigo e se enrolar toda lendo Machado e comendo broa de milho. Ou ainda, de colocar um pince-nèz e atentar para cada detalhe, para cada lombada de livro e deixar a vida escoar devagarzinho em pequenas doses de lirismo e felicidade.

Lá, tem chocolate quente e muitas gostosuras.
Só faltou mesmo "Irene preta, Irene boa, Irene sempre de bom humor" atendendo Bandeira no balcão.
Mas, se você olhar direitinho por entre os vãos das prateleiras é bem capaz de ver de tudo um pouco e o céu também!

2 comentários:

Rodrigo . disse...

O lugar é lindo. Mas o texto sobre ele é pura poesia. Quero conhecer ...

Tamires disse...

Aguçou a curiosidade, quero conhecer!