quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Hoje não tem sopa na varanda de Maria

acrílico sobre papel by Sônia Alves Dias
O AMOR SE VAI PELA MESMA VIA QUE VEM
"Uma coisa invisível está perecendo no mundo,
um amor não maior que uma música"
Jorge Luis Borges
1º movimento

tudo muito rápido toda
tímida capto todo
torto rapto
um breve cintilar de lábios
da cor escarlate do mesmo esmalte
das unhas que laceravam a pele do peito enquanto
os olhos diziam que eu era tudo
e que nada nos separaria


2º movimento

toda boca
úmida toda loba
cínica toda mímica mínima
todo espanto tanto encanto pra tudo
terminar em nada
esse nada que nada sara e me atira
outra vez no fundo do poço enquanto
estrelas migram lá fora

Ademir Assunção

2 comentários:

Anônimo disse...

oi sonia,o ademir é muito bom mesmo, a ilustração ficou otima. abraçoo da cris.

ricardo gessner disse...

a pintura é realmente sugestiva!